Bombeiros sem festa de Natal mas com prenda no sapatinho

Bombeiros sem festa de Natal mas com prenda no sapatinho

O tradicional jantar de Natal não se pode realizar mas o “bolo de Natal” foi distribuído

No passado domingo foi dia de festa no Quartel dos Bombeiros Voluntários de Estarreja. Devido à COVID-19 foi impossível realizar a tradicional Ceia de Natal onde é distribuído pelos elementos do corpo ativo o valor angariado no peditório de Natal mas o mesmo foi entregue numa cerimónia formal na parada do Quartel.

A cerimónia contou com os diretores, antigos comandantes, elementos do Quadro de Honra, entre outras entidades e personalidades.

Marco Braga, Presidente da Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Estarreja agradeceu o trabalho desenvolvido pelos homens e mulheres do quadro ativo e referiu que espera contar com todos eles no ano que se avizinha.

O Presidente da Mesa da Assembleia, José Eduardo de Matos também usou da palavra para agradecer a todos pelo esforço neste tempo de pandemia.

Joaquim Rebelo, Comandante dos Bombeiros Voluntários de Estarreja também usou da palavra. O seu discurso pode ser lido na integra nas próximas linhas desta publicação.

 

MENSAGEM DE NATAL de 2020 do Comandante Joaquim Rebelo

Dezembro é o mês do Natal. Aproxima-se mais um período de festas.  É a festa da família, da partilha e apesar de ter sido um ano difícil, é tempo de agradecer por termos chegado aqui com a certeza de que demos o nosso melhor em cada dia.

Estamos todos cientes de que este é um ano diferente do que até agora vivemos e que deixará marcas mais ou menos profundas em cada um de nós. As luzes, as decorações natalícias, a música, continuam as mesmas, mas a pandemia que afeta o mundo inteiro obriga a que festejemos de forma diferente. Aprendemos a substituir gestos simples como o calor de um abraço ou um aperto de mão por olhares mais expressivos, por gestos de bondade, por palavras que dizem o quanto nos doi ter perdido tantas vidas e o quanto estamos gratos por não termos baixado os braços perante todas as dificuldades com que nos temos deparado.

Continuamos a ter motivos para festejar. Façamo-lo em segurança e obedecendo às regras de distanciamento e higienização que a Direção Geral de Saúde aconselha para que o vírus não ganhe terreno. Sejamos conscientes por nós e por todos os que nos rodeiam.

E por ser um ano diferente também nós, enquanto corporação dos Bombeiro Voluntários de Estarreja nos vemos obrigados a celebrar o Natal de forma diferente do que tem sido hábito. Não se irá realizar o tradicional Jantar de Natal nem a festa destinada aos nossos filhos, mas continuam a ser distribuídos os cabazes, o bolo rei e as prendas às crianças.

Quero dizer-vos que enquanto Comandante desta corporação sinto um enorme orgulho em cada um de vós pela entrega e empenho que têm manifestado ao longo destes dias menos felizes e carregados de incertezas. É nos momentos mais difíceis que nos damos conta de que sozinhos nada somos. Hoje, mais do que nunca precisamos de estar unidos e continuamos a não puder baixar a guarda nem deixar que a coragem esmoreça.

O Natal não acontece quando damos um presente. O natal acontece quando estamos presentes, acontece quando deixamos de lado a indiferença para estarmos ao lado de quem nos chama.

O Natal acontece quando vencemos o cansaço para ajudarmos alguém que precisa de nós.

É Natal quando nos preocupamos, quando trabalhamos para os outros, quando não nos acomodamos.

É Natal quando damos o nosso melhor para que a vida dos outros possa ser melhor.

Natal é partilha, é amor é família, seja ela a nossa família de sangue ou esta família alargada que também somos enquanto membros da mesma corporação.

Faço votos para que o Natal vá muito além das prendas, das iguarias na mesa, das decorações de luz e festa. Que o Natal se faça no coração de cada um de nós e que o levemos em segurança para onde formos.

A todos vós e às vossas famílias desejo um verdadeiro e feliz Natal!

Quarta, 23 de Dezembro, 2020